Derivados de Trigo

Produtividade e qualidade para os Moinhos e Indústrias de Panificação e Biscoitos

Com grande conhecimento e experiência na aplicação de ingredientes e enzimas, a Globalfood atua desenvolvendo soluções para as indústrias de moagem de trigo, panificação e biscoitos. No Centro de Inovação Tecnológica, uma padaria experimental disponibiliza tecnologia para um constante trabalho de pesquisa e desenvolvimento de novas soluções em ingredientes e processos de fabricação. Suas criações irão transformar os seus produtos em um grande sucesso.

Sistemas

SISTEMAS PARA PÃO FRANCÊS DE CURTA E LONGA FERMENTAÇÃO: Soluções completas à base de emulsificantes, oxidantes e enzimas para pão francês de curta e longa fermentação, com formulações balanceadas que permitem um melhor desempenho e uma boa tolerância às variações de trigo. Otimizam a relação elasticidade - extensibilidade da massa e melhoram o desenvolvimento da rede de glúten, a retenção de gás e a tolerância da massa nos processos de fermentação; também aumentam o volume e melhoram a estrutura e o aspecto final dos pães.

TRATAMENTO DE FARINHA PARA PANIFICAÇÃO - CORRETORES: Soluções à base de oxidantes e enzimas para pão francês. Com formulações balanceadas que permitem um melhor desempenho e uma boa tolerância às variações de trigo. Otimizam a relação elasticidade/ extensibilidade da massa e melhoram o desenvolvimento da rede de glúten, a retenção de gás e a tolerância da massa nos processos de fermentação; aumentam o volume e melhoram a estrutura e o aspecto final dos pães.

SISTEMAS PARA PÃO FRANCÊS CONGELADO: Soluções completas à base de emulsificantes, oxidantes e enzimas balanceadas, para a fabricação de pão francês congelado. São formulações que garantem maior estabilidade à massa durante os processos de congelamento e descongelamento, produzindo pães de melhor textura e volume.

SISTEMA PARA PÃES INDUSTRIAIS: Soluções completas à base de emulsificantes, oxidantes e enzimas balanceadas para a fabricação de pães como pão de forma, pão de hambúrguer e pão doce. Com formulações balanceadas que permitem o melhor desempenho e boa tolerância, elas melhoram o desenvolvimento da rede de glúten e a retenção de gás. Também proporcionam maior elasticidade e umidade ao miolo, mantendo a maciez do pão ao longo do shelf life.

ENZIMAS E NÚCLEOS ENZIMÁTICOS

Núcleos enzimáticos utilizados em farinha para biscoitos: Enfraquecem as farinhas fortes, reduzindo a viscosidade da massa e a resistência à extensão. Alteram as características reológicas da farinha, reduzindo a elasticidade e aumentando a extensibilidade da massa, o que melhora o desempenho na fabricação de biscoitos e facilita os processos de laminação e estampagem.

Núcleos enzimáticos utilizados em farinha para panificação: Otimizam as propriedades reológicas da farinha, adequando as suas características para um melhor desempenho em aplicações como pão francês, pães industriais e torradas.

Enzimas: Oferecem muitos benefícios, conforme descrito abaixo:

HEMICELULASE: melhora o desenvolvimento da massa, criando pães com melhor salto de forno e maior volume;

ALFA AMILASE FÚNGICA: melhora a atividade fermentativa da massa e confere maior salto de forno, volume e uma coloração dourada à crosta dos pães;

ALFA AMILASE MALTOGÊNICA: prolonga a maciez de pães embalados;

FOSFOLIPASE: atua na substituição de emulsificantes;

GLUCOSE-OXIDASE: fortalece a rede de glúten, proporcionando maior retenção de gás na massa e maior tolerância à fermentação;

PROTEASE: reduz a força da farinha, melhora a consistência e traz maior facilidade de manipulação, ou maquinabilidade, às massas, além de melhorar a uniformidade e, assim evitar a quebra de biscoitos.